Arquicast Especial – UIA2021RIO EXPO (Ep06): O Mercado de Luxo em Arquitetura

A arquitetura é uma área de atuação profissional conhecida pela pluralidade de conhecimentos que agrega e pela abrangência de seu campo de ação. Há oportunidades de trabalho em diferentes frentes – como a docência, o urbanismo e a construção civil – e há clientes potenciais de todos os extratos sociais e econômicos que compõe a nossa multifacetada sociedade. Pensando nisso, o Arquicast traz para a pauta um nicho profissional bastante peculiar: o mercado de projetos de alto padrão, também conhecido como mercado de luxo na arquitetura.

Muitas são as variáveis que ajudam a caracterizar um projeto como de alto padrão e a própria palavra “luxo” traz consigo uma gama de interpretações possíveis. Luxo para alguns pode não ser luxo para outros. E o que antes foi considerado luxuoso, hoje pode não ter o mesmo valor. A cultura muda e ajuda a definir novos padrões. Mas o que nossa cultura atual entende como mercado de luxo na arquitetura? Quais oportunidades esse mercado pode abrir para o arquiteto?

Convidamos dois profissionais que transitam neste universo exclusivo para compartilhar suas experiências, em suas respectivas áreas. A arquiteta Renata Zappellini, é uma catarinense com pós-graduações em institutos europeus renomados, com foco em design de interiores, arte e cenografia. Renata hoje trabalha com Arquitetura de Interiores, desenvolve um pioneiro negócio online e é uma referência quando o assunto envolve tendências para o mercado de Arquitetura! Junto com Renata, convidamos o comunicador e especialista em marketing pessoal, Adriano Tadeu Barbosa. Formado em Administração de Empresas, Adriano se especializou nos movimentos do mercado de luxo, com especial interesse por arquitetura e pelo setor imobiliário, conhecimento que compartilha em diferentes plataformas e em cursos e palestras por todo o Brasil.

Em termos gerais, em diferentes dicionários a palavra “luxo” remete a algo cuja qualidade de execução excede o mínimo necessário para sua utilidade. E, muitas vezes, tornar algo luxuoso pode ser visto como um ato de ostentação e futilidade. Mas nem sempre. Valores como conforto, bem-estar, exclusividade e excelência também estão associados ao conceito e podem, para a arquitetura, significar um incremento de qualidade ao desenvolvimento de projeto. Buscar a excelência na execução de projetos é também uma forma de valorização de um conjunto de profissionais altamente especializados no que fazem.

Neste sentido, o mercado de luxo é também um mercado focado na qualidade da experiência do usuário, na valorização do artesanal e no comprometimento com processos de produção conscientes e transparentes. Uma forma de fazer que pode significar um diferencial para o profissional e para seu cliente.

Há muito mais informação esperando por você. Escute o episódio para conhecer mais sobre as oportunidades de atuação no mercado de alto padrão de arquitetura, e o que este perfil de trabalho pode nos ensinar sobre relacionamentos interpessoais e excelência técnica! Até a próxima!


Comece desde já a participar desta grande comemoração da arquitetura e do design internacionais acessando e interagindo no site www.uia2020rioexpo.com e também no perfil do instagram do evento (@uia2021rioexpo).

Acesse nosso estande na EXPO VIRTUAL


UIA2021RIO EXPO + Arquicast | parceiro oficial de mídia:

Acesse o site do evento aqui


Clique aqui e entre em nosso grupo no Whatsapp!


Siga nosso canal no YouTube


Comentários, críticas, sugestões ou só um alô mamãe para contato@arquicast.com


Assine o feed: iTunes | Android | Feed

2 Comments

  1. abril 27, 2021
    Reply

    Pensando nesta diversidade, o Arquicast traz para a pauta um nicho profissional ainda pouco explorado pelos arquitetos em geral: o mercado de projetos de alto padrão, também conhecido como mercado de luxo na arquitetura.

    Com todo o respeito, mas com essa descrição existe apenas um afeto com o qual eu posso me relacionar com esta proposta de episódio: nojo.

    Esta descrição é de uma canalhice sem tamanho: toda a arquitetura canônica brasileira é destinada às elites. Não se trata de um “nicho” inexplorado: o papel do arquiteto numa sociedade capitalista periférica como a brasileira não é outro que servir aos caprichos das elites. Como diabos pode-se afirmar se tratar de um mercado inexplorado?

    Ou é má-fé ou é ingenuidade.

    É a primeira vez que comento um episódio sem ouvi-lo, pois esta descrição simplesmente me embrulha o estômago.

    E lugar de rico é na guilhotina. #pas

  2. arquicast
    abril 27, 2021
    Reply

    Olá Gabriel. Sair da zona de conforto, escutar quem já não queremos ouvir de antemão é exercício fundamental para ampliar a nossa percepção do mundo. Faz parte da nossa missão amplificar o debate, ir a lugares de difícil acesso, escutar para que nossas convicções sejam reforçadas ou mesmo combatidas. Respeitamos sua opinião! O importante pra gente é que não deixe de ouvir, até para que sua crítica seja ainda mais convicta. 🙂 grande abraço!

Deixe uma resposta para gabriel Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *