Arquicast 107 – Archiculture e a cultura do ateliê

Clique aqui e entre em nosso grupo no Whatsapp!

Em 2014, um documentário chamado “Archiculture” apresenta em 25 minutos o funcionamento de um ateliê de projeto. Nele, acompanhamos a vida dos estudantes de uma faculdade americana no processo de aprendizado e desenvolvimento de projeto: noites mal dormidas, dificuldade com as maquetes, vida social afetada e duras críticas a que são submetidos. Impactante no documentário é perceber como arquitetos, desde cedo, estão extremamente envolvidos em um processo de muita dedicação física e mental.

Apesar de ser um registro de uma faculdade norte-americana, qualquer estudante ou professor brasileiro se identifica em grande parte com o que é documentado, nos levando a refletir sobre os desafios do ensino e da aprendizagem em projeto, arquitetônico ou urbanístico.

O episódio começa a discutir sobre as metodologias das aulas de projeto, mostrando que o processo de aprendizagem pode ser múltiplo, afinal, os temas e os problemas enfrentados pelos alunos podem ser de natureza muito distintas, por exemplo, questões de tecnologia, de compreensão social, de aspectos históricos e artísticos. Além disso, a discussão sobre criatividade e capacidade de inovação impacta nas escolhas de quais procedimentos serão desenvolvidos em sala de aula.

Um dos assuntos debatidos diz respeito à necessidade urgente de compreender que projeto é processo, ou seja, que o desenvolvimento contínuo das habilidades pode ser infinitamente mais eficaz do que a busca pela execução de um produto pronto para o mercado. Fica evidente, nesse momento, uma contradição que o documentário aponta: estamos formando arquitetos que desconhecem a realidade da profissão? Estamos priorizando uma formação que estimula a criação de uma consciência crítica, esquecendo que futuramente esse aluno irá trabalhar, na maioria das vezes, com pequenas partes de grandes projetos.

Por outro lado, transformar o ambiente acadêmico de ateliê em um simulacro de um escritório de arquitetura reduz drasticamente as possibilidades de desenvolver no aluno uma autonomia crítica, necessária para que ele seja capaz de enfrentar o mercado de forma mais competitiva.

Como comentado anteriormente, apesar do documentário retratar a realidade norte americana, muitos dilemas e embates são similares aos vivenciados nas escolas brasileiras, tal como, lidar com a avaliação do seu projeto sem que isso interfira na relação interpessoal é tarefa quase que impossível.

Por fim, a conversa indica que, em tempos de distanciamento social, novas práticas de ensino remoto mudarão drasticamente as rotinas dos ateliês. Se você quiser acompanhar mais sobre esse assunto clique aqui e escute o episódio. Até lá!


Referências e Comentados no episódio:

  • under construction

Acesse o site do evento: https://www.uia2020rio.archi/

Em breve mais notícias da parceria Arquicast+ UIA2020!


Comentários, críticas, sugestões ou só um alô mamãe para contato@arquicast.com


Assine o feed: iTunes | Android | Feed


Siga nosso canal no YouTube


Mande um salve em nosso Whatsapp: (32) 98428-9877 | Clique aqui e entre no grupo!


 

 

 

 

 

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *