Reproduzir vídeo

Arquicast 211 – Villa Savoye

Siga o Arquicast:

Em mais um episódio sobre obras arquitetônicas, o episódio 211 do Arquicast trouxe como tema central a icônica obra “Villa Savoye”, um marco na história da arquitetura modernista do século XX. O convidado especial, PC Lourenço, analisou profundamente esse ícone arquitetônico e seus paradigmas, proporcionando uma visão esclarecedora sobre sua importância e influência duradoura. O episódio também está disponível em vídeo, possibilitando acompanhar as descrições com fotos e desenhos técnicos da obra.

“Villa Savoye” é uma residência localizada nos arredores de Paris, construída entre 1928 e 1931 pelo renomado arquiteto franco-suíço Le Corbusier. A casa é amplamente considerada uma das mais significativas representações da arquitetura modernista, ou do Movimento Moderno, a depender da corrente historiográfica. Seu design inovador e sua abordagem radical aos cânones da arquitetura marcaram uma mudança drástica em relação à linguagem predominante.

Encomendada por Pierre e Emilie Savoye, os proprietários desejavam uma residência que incorporasse elementos de funcionalidade e estilo. Le Corbusier, conhecido por sua abordagem revolucionária, viu nesse projeto como uma oportunidade de realizar suas ideias. O arquiteto projetou a casa elevada do solo, permitindo que o espaço abaixo fosse utilizado para jardins e áreas de lazer. Isso não apenas proporcionou uma sensação de leveza à estrutura, mas também permitiu a integração harmoniosa da natureza no ambiente construído. Essa aparente simplicidade e a clareza geométrica resultou em uma estética minimalista e atemporal que ainda ressoa na arquitetura contemporânea.

A “Villa Savoye” é a expressão literal dos “Cinco Pontos da Nova Arquitetura”, que incluíam pilotis, terraço-jardim, planta livre, fachada livre e janelas em fita. Durante o episódio, PC Lourenço também destacou como Le Corbusier influenciou gerações subsequentes, que adotaram seus princípios de simplicidade e integração com o ambiente natural. A obra tornou-se uma referência incontestável, desafiando as convenções arquitetônicas da época ao questionar que uma casa deveria ser uma representação ostensiva de status social. Le Corbusier defendeu uma abordagem no qual o foco estava na busca pela qualidade de vida e, para isso, pela qualidade do espaço.

Mas nem tudo são flores, a família enfrentou uma série de problemas, desde infiltrações de água até dificuldades para manter a casa aquecida. Madame Savoye chegou a escrever uma carta a Le Corbusier, reclamando que “ainda chove na nossa garagem”. Além disso, a orientação da casa permanece um mistério, pois o terreno oferecia várias opções melhores. Esse aspecto intrigante levanta questões sobre as decisões de projeto de Le Corbusier.

O episódio também abordou a restauração da “Villa Savoye” ao longo dos anos, destacando a importância de preservar essa obra-prima arquitetônica e como ela continua a atrair visitantes de todo o mundo. A casa foi declarada Patrimônio Mundial da UNESCO em 2016. A obra de Le Corbusier estabeleceu um legado duradouro que continua a inspirar as novas gerações. Quer participar dessa discussão? Não deixe de ouvir e assistir o episódio em todas as plataformas. Até o próximo episódio!

t!

Dicas: Referências e comentados no episódio:

Participantes

Adilson Amaral

Adilson Amaral

Co-fundador do ARQUICAST, o Podcast de Arquitetura e Urbanismo. Arquiteto e mestre em Urbanismo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Atua como professor do Centro Universitário UniAcademia e como arquiteto autônomo na cidade de Juiz de Fora, Minas Gerais. Com experiência nas áreas de projeto de arquitetura e ArchViz (Visualização Arquitetônica), viu no podcast uma ferramenta poderosa na discussão e compartilhamento de conhecimento na área, para alcançar profissionais e curiosos sobre arquitetura e espaço urbano.

Maressa Fonseca

Maressa Fonseca

Arquiteta urbanista (Universidade Federal de Viçosa, 2013), mestra em Arquitetura e Urbanismo (PPGAU-UFV, 2017) e doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Economia Doméstica da UFV (ingresso em 2018), na linha de pesquisa Trabalho, Consumo e Cultura. Desde 2020 é docente no Centro Universitário de Viçosa (Univiçosa) atuando nas áreas de História da Arquitetura e do Urbanismo e Projeto Arquitetônico. Iniciou sua experiência docente durante o mestrado, atuando como Monitora II em disciplinas Projeto Arquitetônico e Representação Gráfica. Em 2015 foi aprovada em concurso público para atuar como professora substituta junto ao Departamento de Arquitetura e Urbanismo da UFV, lecionando disciplinas de História e Teoria da Arquitetura e do Urbanismo, Traçado de Cidades e Representação Gráfica. Atua como arquiteta autônoma e professora universitária. Seus principais interesses de pesquisa são: teoria e história da arquitetura e do urbanismo, projeto de habitação, habitação de interesse social, pedagogia e metodologias de projeto arquitetônico e planejamento urbano.

PC Lourenço

PC Lourenço

Arquiteto e Urbanista formado pela Universidade Santa Úrsula – 1996. Com MBA em Gestão Empresarial – FGV – 2004, é Professor Curso de Arquitetura e Urbanismo UniAcademia. Sócio diretor da Lourenço | Sarmento.

Deixe um comentário

Oi gente! Esse é o Arquicast 226 e hoje vamos falar sobre uma das residências mais icônicas do século XX. Construída em cima de uma…

A tarefa deste livro foi bem ambiciosa e realizada por uma autora que não é arquiteta: compilar os vários pensamentos sobre a cidade e retratar…

  O sonho de montar um escritório de arquitetura e criar projetos autorais é uma aspiração comum entre muitos recém-formados em arquitetura e urbanismo. No…